skip to Main Content

Estudar música melhora o desempenho escolar

“ a música é um instrumento educacional mais potente do que qualquer outro” – Platão

Através de pesquisas atuais,  podemos confirmar essas  palavras.

Estudos  realizados na neurociência,  evidenciam os efeitos sobre a atividade cerebral  e lateralidade que a música exerce no ser humano.

Pesquisas de cientistas ( Schlaug, da Escola de Medicina de Harvard –EUA, e Gaser, da Universidade de Jena -Alemanha) revelaram que, ao comparar cérebros de músicos e não músicos, os do primeiro grupo apresentavam  maior quantidade de massa cinzenta.

Outra linha de estudos aponta a proximidade entre a música e o raciocínio lógico-matemático. Segundo Schaw, Irvine e Rauscher,  pesquisadores da Universidade de Wisconsin, alunos que receberam aulas de música apresentavam resultados de 15 a 41% superiores em testes de proporções e frações do que os de outras crianças.

Podemos acrescentar um estudo conduzido na Universidade do Texas, onde após pesquisas constatou-se que  alunos de música em idade escolar têm menos problemas com álcool e drogas, são emocionalmente mais saudáveis e tem  uma melhor concentração para os estudos.

Fechamos o artigo com as palavras de Bréscia: “o aprendizado de música, além de favorecer o desenvolvimento afetivo, amplia a atividade cerebral, melhora o desempenho escolar dos alunos e contribui para integrar socialmente o indivíduo”.

Este Post possui 0 Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *